Digite o nome do serviço, sua necessidade ou palavras relacionadas ao serviço desejado.

Proteção em Calamidades Públicas e Emergência

Serviço recomendado para

O que é?

O Serviço de Proteção em Calamidades Públicas e Emergências promove apoio e proteção à população atingida por situações de emergência e calamidade pública, com a oferta de alojamentos provisórios, atenções e provisões materiais, conforme as necessidades detectadas.

Assegura a realização de articulações e a participação em ações conjuntas de caráter intersetorial para a minimização dos danos ocasionados e o provimento das necessidades verificadas.

Ver mais

Como solicitar?

Presencialmente
CRAS
Avenida 4 De Julho, 500, Centro, CEP 89866-000
Observação: Manhã: 07:30 às 11:30 horas Tarde: 13:00 às 17:00 horas
Por telefone
CRAS
Fone: (49) 3338 0191
Horários de atendimento: Manhã: 07:30 às 11:30 horas Tarde: 13:00 às 17:00 horas

Outras exigências

  • • Famílias e indivíduos atingidos por situações de emergência e calamidade pública. • Por notificação de órgãos da administração pública municipal, da Defesa Civil e pela identificação da presença nas ruas.

Passo a Passo

1

Procurar o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).

Outras Informações
Etapas para processamento do serviço
- Proteção social proativa;
- Escuta;
- Orientação e encaminhamentos para a rede de serviços locais;
- Orientação sociofamiliar;
- Referência e contrarreferência;
- Informação, comunicação e defesa de direitos;
- Acesso à documentação pessoal;
- Articulação da rede de serviços socioassistenciais;
- Articulação com os serviços de políticas públicas setoriais e de defesa de direitos;
- Mobilização de família extensa ou ampliada;
- Mobilização para o exercício da cidadania;
- Atividades de convívio e de organização da vida cotidiana;
- Diagnóstico socioeconômico;
- Provisão de benefícios eventuais.
Prazo para a prestação do serviço
1. Urgência: Imediata.
Forma de prestação do serviço
No Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).
Manifestações
Locais e formas para o usuário apresentar eventual manifestação sobre a prestação do serviço:
- Aos membros do Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS);
- À sede da Secretaria Municipal de Ação Social e Habitação;
- Por meio da Ouvidoria Online (sistema e-Ouv), disponível no site do município.
Prioridades de atendimento
Famílias e Indivíduos:
- Atingidos por situações de emergência e calamidade pública (incêndios, desabamentos, deslizamentos, alagamentos, dentre outras) que tiveram perdas parciais ou totais de moradia, objetos ou utensílios pessoais, e se encontram temporária ou definitivamente desabrigados;
- Removidos de áreas consideradas de risco, por prevenção ou determinação do Poder Judiciário.
Mecanismos de comunicação com os usuários
- Informações de acesso:
(49) 33380191
e-mail: gestaosocial@cunhatai.sc.gov.br
Respostas às manifestações
Procedimentos para receber e responder as manifestações dos usuários: A depender de cada caso.
Formas de consulta
Mecanismos de consulta, por parte dos usuários, acerca do andamento do serviço solicitado e de eventual manifestação:
- Secretaria Municipal de Ação Social e Habitação;
- Órgão da Defesa Civil.

É importante saber

  • Oferece atendimento presencial
  • Oferece atendimento por telefone
  • Oferece atendimento pela internet

Órgão / Entidade responsável

Secretaria Municipal de Ação Social e Habitação - SOCIAL

Avenida 04 de Julho - Centro
(49) 984288716 - Celular
(49) 3338-0191 - Comercial
Avalie este serviço
Nos ajude a melhorar a qualidade deste serviço enviando suas críticas e sugestões.
Avalie este serviço

Atendimento preferencial

Lei Federal 10.048 / 2000
As pessoas em qualquer uma das situações abaixo tem a prioridade de atendimento garantida por Lei.
  • Portadores de Deficiência
  • Idosos
  • Gestantes e lactantes
  • Pessoas com criança de colo

Possui dúvidas ou não
encontrou o que procurava?
Suas dúvidas, reclamações e sugestões são muito bem vindas
Registrar uma dúvida, reclamação ou sugestão

Atendimento preferencial

Lei Federal 10.048 / 2000
As pessoas em qualquer uma das situações abaixo tem a prioridade de atendimento garantida por Lei.
  • Portadores de deficiência física
  • Idosos
  • Gestantes e lactantes
  • Pessoas com criança de colo